9.09.2019

Rio de Janeiro sedia maior encontro de amamentação e alimentação complementar do ano

De 11 a 15 de novembro, o Rio de Janeiro sediará o XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (ENAM) e o V Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (V ENACS), que ocorrerão simultaneamente com a III Conferência Mundial de Aleitamento Materno (3rd WBC) e da I Conferência Mundial de Alimentação Complementar (1st WCFC) no Centro de Convenções Sul América, no Estácio. É o maior encontro de Aleitamento Maternos e Alimentação Complementar do ano e está sendo realizado pela  IBFAN – Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (International Baby Food Action Network) com o apoio do Governo Brasileiro e de universidades públicas.

Esse ano, o tema será "Amamentação como um direito humano a ser protegido" e contará com a presença do professor Cesar Victora, um dos principais nomes de amamentação do mundo, e  de convidados internacionais como o advogado David Clark, representante da UNICEF - NY, Carlos Gonzales, um dos maiores pediatras da atualidade, Lawrence Grummer-Strawn, da Organização Mundial da Saúde  e Annelies Allain, da IBFAN internacional. O encontro também marca os 40 anos do método canguru e contará com o lançamento de estudos e pesquisas  ligados à amamentação e alimentação complementar.

"A amamentação é um direito humano, assim como a alimentação complementar para o bebê. Por isso, é fundamental que a gente possa dar subsídios para empoderar mães e pais na questão da amamentação exclusiva", explica Maria Inês Oliveira, presidente nacional do Encontro. 

"Empoderar é dar conhecimento, informação, apoio. É fazer uma rede social para que a mulher possa se sentir segura e confiante de que ela é capaz de alimentar o bebê, porque nós, mulheres, somos capazes", assegura.

Dentre os eixos trabalhados, estão a importância de se discutir a alimentação infantil no mundo, que envolve questões políticas, sociais e econômicas, além de culturais; também a ética e a equidade na alimentação infantil no mundo; as políticas e as práticas de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e alimentação complementar e, por fim, a formação e educação voltada para esses temas. 

O encontro será precedido pelo ato público conhecido como “Mil Mães Amamentando”, no dia 11 de novembro e pretende reunir mais de mil mulheres nos jardins do Museu de Arte Moderna (MAM), Parque do Flamengo. 

Para participar do  XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (ENAM)  , acesse o site https://enam.org.br/index.php e faça a sua inscrição. 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR: https://enam.org.br/programacao/index_programado.php

8.11.2019

Apoio do pai influencia na amamentação, mostram estudos

Conselho de Dia dos Pais: o bebê chorou pedindo "mamá" de madrugada? Pense duas vezes antes de virar para o outro lado da cama e deixar a sua esposa amamentando sozinha. Estudos recentes realizados em vários lugares do mundo revelam que mulheres que contam com a presença e o apoio social e afetivo do pai do bebê amamentam por mais tempo. E isso impacta diretamente no desenvolvimento da criança, evita doenças e aumenta os laços entre pais e filhos. 

Segundo o pesquisador da Fiocruz e co-autor de um dos estudos, Cristiano Boccolini, mais do que a presença do pai, a mãe precisa perceber que tem o apoio: ele precisa apoiar e, ela, se sentir apoiada emocionalmente, principalmente. “Estou publicando um artigo que mostra o que muitas vezes os números sozinhos não mostram, que é essa questão subjetiva da percepção do apoio que a mulher tem do homem. Isso é complicado de medir. Mas uma coisa é fato: não adianta o pai estar só ali. Ele precisa demonstrar que se preocupa com a questão da amamentação e da saúde da mulher e do bebê com atitudes”, afirma o pesquisador,  que vai lançar o estudo no XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (XV ENAM), que acontece de 11 a 15 de novembro no Rio de Janeiro. 

O artigo de Cristiano revela que o apoio social aumenta em 75% as chances da mãe amamentar até os seis meses de idade, e mais do que dobra as chances de ela continuar amamentando até o primeiro ano de vida. Um segundo estudo realizado no Rio de Janeiro e que também será debatido no Encontro mostra que as mães que podem contar com a presença do pai do bebê no dia a dia tem 72% de chance a mais de fornecer aleitamento exclusivo para seus bebês. 

A presença dos pais no momento do aleitamento - principalmente nas primeiras semanas pós-gestação - também foi comprovada por pesquisadores americanos que estudaram os efeitos da lei sueca de 2012 que permite aos pais até 30 dias de licença durante o primeiro ano de vida de um filho, independente da licença maternidade da mãe. O resultado foi positivo não só para a amamentação, mas também para a saúde da mulher, que ficou menos ansiosa (o que facilita na produção do leite) e precisou de ir menos vezes ao hospital, ou seja, adoeceu menos. 

"Esses estudos mostram que mães que não podem contar com a atuação do pai da criança logo depois do parto têm mais problemas de saúde do que mães que têm a presença do pai. Mas a boa notícia é que os pais de hoje são diferentes dos pais das gerações de 30, 40 anos atrás. Eles estão mais conscientes e percebem o papel que têm na formação da criança e na amamentação", afirma o pesquisador da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Marcus Renato de Carvalho, que irá comandar a mesa "O papel do pai na amamentação e cuidados da criança" durante o XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno.

DIVISÃO DE TAREFAS EM CASA

Cristiano Boccolini, além de pesquisador, é pai da pequena Gia Elena, de um ano e meio. Em casa, ele tenta aplicar no dia a dia o que escreve em seus estudos: a divisão de tarefas e o apoio à esposa Patrícia de Moraes, que também é pesquisadora.  

“Eu consegui ficar um mês e meio em casa com a minha esposa quando tivemos a Gia porque emendei a licença com as férias, mas depois que voltei à rotina do trabalho, ficou mais pesado para a Patricia. Eu reduzi um pouco a minha carga de trabalho para poder estar junto dela”, conta.

“Há um ano, desde que a Patricia voltou a trabalhar, nós temos uma rotina que eu sei que ainda é um pouco mais pesada pra ela do que para mim. Enquanto ela cuida de tarefas domésticas, eu cuido da Gia, dou banho, brinco, distraio, dou comida. E enquanto ela amamenta, eu preparo o jantar e o almoço do dia seguinte”. 

 A AMAMENTAÇÃO COMO UM DIREITO HUMANO

A amamentação como um direito humano a ser protegido será o tema do XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (ENAM) e o V Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (V ENACS), que ocorrerão simultaneamente com a III Conferência Mundial de Aleitamento Materno (3rd WBC) e da I Conferência Mundial de Alimentação Complementar (1st WCFC) e acontecem de 11 a 15 de novembro no Centro de Convenções Sul América. 

Na programação, lançamentos de estudos inéditos, debates, palestras e rodas de conversa irão abordar os direitos das mulheres e das crianças, o direito à alimentação saudável e a proteção legal à maternidade, a paternidade e outros. 

Os eventos serão precedidos pelo ato público conhecido como “Mil Mães Amamentando”, no dia 11 de novembro e pretende reunir mais de mil mulheres nos jardins do Museu de Arte Moderna (MAM), Parque do Flamengo. O evento de mães é gratuito. Para participar do encontros sobre amamentação, acesse o site https://enam.org.br/index.php e faça a sua inscrição. 

COMO O PAI PODE APOIAR A AMAMENTAÇÃO

  • Oferecer água e frutas frescas para a mãe enquanto ela amamenta
  • Auxiliar nos afazeres doméstico
  • Acompanhar mulher no pré-natal e realizar os exames necessários e solicitados
  • Evitar situações de estresse e hábitos inadequados
  • Cuidar dos outros filhos
  • Incentivar a mãe a não interromper a amamentação
  • Compartilhar com a parceira os cuidados com a criança como: dar banho, trocar fraldas e roupas, alimentar seu(sua) filho(a), colocar para dormir, entre outros.
  • Acompanhar nos cuidados com a saúde, levando a criança para realizar consultas e para tomar vacinas.
  • Acompanhar a criança na escola/creche e nos estudos de casa
  • Brincar e passear com bebê
  • Respeitar a parceira


AGOSTO DOURADO

A Semana Mundial de Aleitamento Materno - que terminou na última quarta-feira, dia 7 de agosto, foi lançada em 1992 pela Aliança Mundial para Ação em Amamentação com objetivo de promover, proteger e apoiar a amamentação, buscando apoio dos governos e dos diversos setores da sociedade. A SMAM é o momento mais importante do ano para os fomentadores da causa, visando a construção de alianças que fortalecerão as políticas e programas de aleitamento materno e alimentação infantil. A semana faz parte ainda do Agosto Dourado, mês que simboliza a luta pelo incentivo ao aleitamento materno, com intuito de reforçar a importância do ato para a saúde da mãe e do bebê, reduzindo riscos de muitas doenças. A cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. 

8.07.2019

Presença do pai na amamentação é tema de seminários no Rio de Janeiro na Semana Mundial do Aleitamento Materno

A Secretaria de Estado de Saúde realiza, na manhã desta quarta-feira (7), o XXV Seminário Estadual da Semana Mundial da Amamentação, celebrada na primeira semana de agosto. O evento, que acontece em parceria com o Hospital Federal dos Servidores do Estado e a Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (WABA, na sigla em inglês), tem como tema o empoderamento de mães e pais em favor da amamentação e irá reunir profissionais de diferentes cidades, além de representantes da sociedade civil.  

– Nos primeiros meses de vida, o bebê que mama no peito, além de não precisar de nenhum outro alimento, tem o vínculo fortalecido com a mãe. Além disso, agora estamos fortalecendo também a participação cada vez mais forte da presença do pai em todas as etapas – explica o secretário estadual de Saúde, Edmar Santos. 

A presença paterna na amamentação também será debatida durante o XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (ENAM), que acontece de 11 a 15 de novembro no Rio de Janeiro e está com as inscrições abertas. Segundo o professor de Medicina da UFRJ Marcus Renato de Carvalho, que comanda a mesa "O papel do pai na amamentação e cuidados da criança", diversos estudos mostram que, quando a licença paternidade é maior, também aumenta o tempo em que o bebê se alimenta exclusivamente com o leite da mãe.

"Os estudos também mostram que as mães que não podem contar com a atuação do pai da criança logo depois do parto têm mais problemas de saúde do que mães que têm a presença do pai. Mas esse é um cenário que, felizmente, está mudando", afirma Marcus Renato. 

"Os pais de hoje são diferentes dos pais das gerações de 30, 40 anos atrás. Eles estão mais conscientes e percebem o papel que têm na formação da criança e na amamentação. Esse é um tema que vamos discutir no congresso e que também faz parte da Política Nacional de Atenção ao Homem do Ministério da Saúde", explica. 


A IMPORTÂNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO 

O leite materno é, de modo geral, o melhor alimento para o bebê nos primeiros meses de vida. Ele hidrata, nutre, sustenta e ajuda a reduzir em até 20% a mortalidade dos recém-nascidos. A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que o leite seja o único alimento do bebê até os seis meses de vida e que a criança seja amamentada até os dois anos ou mais.

Sala de amamentação na SES

Mulheres que trabalham na sede Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro que voltam da licença maternidade podem, durante a jornada de trabalho, retirar seu leite, conservá-lo no freezer e levá-lo para casa no final de expediente. A sala, além de atender uma recomendação do Ministério da Saúde, garante mais conforto e tranquilidade às mães na volta ao serviço.

Apesar da recomendação do Ministério, o Brasil ainda conta com poucos ambientes de apoio à mulher trabalhadora que amamenta. As salas são espaços no próprio local de trabalho onde as mulheres que voltam da licença maternidade podem alimentar seus filhos.

Banco de Leite
Na rede estadual de saúde, é possível doar leite materno através de dois bancos de leite. No Hospital da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, e no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias.

Mulheres saudáveis que amamentam e não tomam medicamentos que interfiram na amamentação e na doação podem ser doadoras de leite materno. O leite das pacientes internadas é coletado na própria unidade com a ajuda de uma equipe multidisciplinar que atende as lactantes. Já as mulheres que doam em casa, a coleta é feita sob orientação do hospital. Não existe quantidade mínima para ser doada e a mulher pode realizar o procedimento quantas vezes quiser na fase de amamentação. Cada litro leite pode beneficiar até 10 bebês internados.

Semana Mundial e Agosto Dourado

A Semana Mundial de Aleitamento Materno foi lançada em 1992 pela Aliança Mundial para Ação em Amamentação com objetivo de promover, proteger e apoiar a amamentação, buscando apoio dos governos e dos diversos setores da sociedade. A SMAM é o momento mais importante do ano para os fomentadores da causa, visando a construção de alianças que fortalecerão as políticas e programas de aleitamento materno e alimentação infantil. A semana faz parte ainda do Agosto Dourado, mês que simboliza a luta pelo incentivo ao aleitamento materno, com intuito de reforçar a importância do ato para a saúde da mãe e do bebê, reduzindo riscos de muitas doenças. A cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. 

Sobre o XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (ENAM)  

De 11 a 15 de novembro, o Rio de Janeiro sediará o XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (ENAM) e o V Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (V ENACS), que ocorrerão simultaneamente com a III Conferência Mundial de Aleitamento Materno (3rd WBC) e da I Conferência Mundial de Alimentação Complementar (1st WCFC) no. 

Os eventos serão precedidos pelo ato público conhecido como “Mil Mães Amamentando”, no dia 11 de novembro e pretende reunir mais de mil mulheres nos jardins do Museu de Arte Moderna (MAM), Parque do Flamengo. O evento de mães é gratuito. Para participar do encontros sobre amamentação, acesse o site https://enam.org.br/index.php e faça a sua inscrição. 

7.02.2019

XV ENAM: Escolares criam MASCOTES para evento de Amamentação e Alimentação Saudável

Já foram escolhidos os mascotes do super evento sobre aleitamento e alimentação saudável, que será realizado em novembro, no Rio de Janeiro. O evento reunirá o XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno, o V Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável, a III Conferência Mundial de Aleitamento Materno (3rd WBC - World Breastfeeding Conference) e a I Conferência Mundial de Alimentação Complementar Saudável (1st WCFC - World Complementary Feeding Conference).

Os mascotes foram eleitos após uma ampla seleção de trabalhos desenvolvidos por estudantes da rede municipal da cidade, que, sob a orientação de seus professores, desenvolveram atividades de desenho e pintura voltadas especificamente para criação dos símbolos para o evento. 
Mais de 11 mil pessoas participaram da escolha dos mascotes nas redes sociais, selecionando trabalhos de alunas e alunos da educação infantil ao 9º ano do ensino fundamental. O objetivo dessa atividade foi mobilizar a comunidade escolar e as famílias para a promoção da cultura da amamentação e da alimentação saudável, de forma articulada com o programa pedagógico do município. O projeto foi fruto da parceria da Comissão Organizadora do evento com a Secretaria Municipal de Saúde e a de Educação do Rio de Janeiro.

A votação foi feita em duas categorias:

- uma com o tema Amamentação, que selecionou o trabalho da aluna Alexia Ascenção Saraiva, de 13 anos, da Escola Municipal Roberto Burle Marx, situada no Recreio;

- a outra categoria teve como tema a alimentação complementar saudável, que selecionou o desenho do aluno Pedro Faria de Latorre, de 5 anos, do Espaço de Desenvolvimento Infantil Professora Sarita Konder, localizado no bairro das Laranjeiras.

SAIBA MAIS

·         Estão abertas as inscrições! O maior encontro sobre aleitamento materno e alimentação complementar saudável será realizado entre os dias 11 e 15 de novembro no Rio de Janeiro, no Centro de Convenções Sul América, do qual farão parte o XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno, o V Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável, a III Conferência Mundial de Aleitamento Materno (3rd WBC - World Breastfeeding Conference) e a I Conferência Mundial de Alimentação Complementar Saudável (1st WCFC - World Complementary Feeding Conference). Aqueles que efetuarem o pagamento da inscrição antecipadamente para esse importante evento terão direito a descontos especiais.
          
A próxima virada de lote acontece dia 31/07/19, até lá é possível garantir a presença com desconto. Será dado ainda um desconto especial para grupos de 10 pessoas, desde que as pessoas se inscrevam juntas. Mais informações no link http://www.enam.org.br/inscricoes/index.php#1

          O Encontro busca a construção conjunta de uma plataforma de ação por meio do compartilhamento de experiências com atores comprometidos com a promoção, proteção e apoio à amamentação: profissionais de saúde, governantes, cientistas, grupos de mães, organizações da sociedade civil, agências da ONU, organismos internacionais, instituições de pesquisas, grupos de interesse público, estudantes, agentes comunitários de saúde e outros parceiros. Teremos a oportunidade de rever ações direcionadas à ampliação de políticas e recomendações efetivas quanto à alimentação infantil saudável.

          O Encontro abordará a amamentação como um direito humano a ser protegido, enfatizando os direitos das mulheres, os direitos das crianças, o direito à alimentação saudável e a proteção legal à maternidade, entre outros temas fundamentais.

          Concomitante aos encontros científicos, acontecerão o “Enanzinho e Enaczinho”, que serão realizados no Centro de Convenções Sul América com o objetivo de oferecer atividades lúdicas no espaço interativo voltado ao público infantil e suas famílias.

       A realização é da Ibfan, com o apoio da Fiocruz e de universidades públicas. As inscrições para os eventos estão disponíveis no site www.enam.org.br





Redes Sociais:


12.12.2018

ENAM 2019! O SITE JÁ ESTÁ NO AR!



A IBFAN – Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (International Baby Food Action Network) com o apoio do Governo Brasileiro e de universidades públicas anuncia orgulhosamente a realização do XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (XV ENAM) e o V Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (V ENACS). Estes eventos ocorrerão junto com a III Conferência Mundial de Aleitamento Materno (3rd WBC) e da I Conferência Mundial de Alimentação Complementar (1st WCFC) no Rio de Janeiro, Brasil, de 11 a 15 de novembro de 2019, sendo precedidos pelo ato público conhecido como “Mil Mães Amamentando”, no dia 11 de novembro.
O Encontro busca a construção conjunta de uma plataforma de ação por meio do compartilhamento de experiências com atores comprometidos com a promoção, proteção e apoio à amamentação: profissionais de saúde, governantes, cientistas, grupos de mães, organizações da sociedade civil, agências das Nações Unidas, organismos internacionais, instituições de pesquisas, grupos de interesse publico, estudantes, agentes comunitários de saúde e outros parceiros. Teremos a oportunidade de rever ações direcionadas à ampliação de políticas e recomendações efetivas quanto à alimentação infantil saudável.
O Encontro abordará a amamentação como um direito humano a ser protegido, enfatizando os direitos das mulheres, os direitos das crianças, o direito à alimentação saudável e a proteção legal à maternidade, entre outros temas fundamentais.
Nós o convidamos, carinhosamente, a participar de nossas atividades, trazendo sua experiência e compartilhando seus conhecimentos nos assuntos que serão trabalhados.
Em nome da comissão executiva,
Marina Rea, Maria Inês C. Oliveira, Cristiano Boccolini, Inês Rugani, Fabiana Müller e Marta Trejos

CONFLITOS DE INTERESSES E POLÍTICA QUANTO A PATROCINIOS DO ENAM ENACS WBC WCFC
Os organizadores tem como política não aceitar patrocínio de qualquer fonte com conflito de interesses, como de fabricantes de alimentos para crianças pequenas e equipamentos relacionados. Os participantes deste Encontro são, portanto, solicitados a seguir a mesma política ao buscar fundos ou patrocínio para sua participação.

Fonte: IBFAN Brasil

12.06.2018

ENAM 2019 - Tema: Amamentação e alimentação complementar saudável: direitos humanos para a vida


A Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (IBFAN), em parceria com o Governo brasileiro, orgulhosamente hospeda o XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno, o V Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável, a III Conferência Mundial sobre Amamentação e a I Conferência Mundial sobre Alimentação Complementar Saudável no Rio de Janeiro de 12 a 15 de novembro de 2019.
A Conferência irá clamar por ação comprometida e fornecerá uma plataforma em amamentação e alimentação complementar saudável para os defensores dessas causas, governos, cientistas, organizações da sociedade civil, agências da ONU, organizações internacionais, instituições de pesquisa, grupos de interesse público e outras partes interessadas em discutir e compartilhar experiências. Proporcionará a oportunidade de rever ações com vistas à ampliação de políticas efetivas e recomendações de alimentação infantil saudável.
A conferência abordará a amamentação e a alimentação complementar saudável como direitos humanos, enfatizando os direitos das mulheres, os direitos das crianças, o direito à alimentação e nutrição e a proteção da maternidade.
COLOQUE NA SUA AGENDA
para juntar-se aos participantes do
XV ENAM, V ENACS, III WBC e I WCFC!
Rio de Janeiro, de 12 a 15 de novembro de 2019


Fonte: FioCruz - Rede BLH

12.05.2018

Divulgada a data de realização do Encontro Nacional de Aleitamento Materno 2019


Divulgada a data de realização do próximo Encontro Nacional de Aleitamento Materno. O evento será realizado no período de 11 a 15 de novembro de 2019, no Centro de Convenções Sulamérica do Rio de Janeiro. Em paralelo ao evento principal, ocorrerão também o V Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável; a Conferência Internacional de Aleitamento Materno; e o World Complementary Feeding Conference.







Fonte: FioCruz - Rede Global de Bancos de Leite Humano

Rio de Janeiro sedia maior encontro de amamentação e alimentação complementar do ano

De 11 a 15 de novembro, o Rio de Janeiro sediará o  XV Encontro Nacional de Aleitamento Materno (ENAM)  e o V Encontro Nacional de Alimenta...